Nosso país está em chamas

Muito tem se falado em queimadas nos últimos meses. Foram registrados três vezes mais focos de incêndio em agosto deste ano do que no ano passado, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), órgão responsável pelo monitoramento das queimadas no país. O trabalho é feito por meio de sensoriamento remoto por satélites.

O estudo revela ainda que o Brasil é o líder em quantidade de focos de incêndio entre os países da América Latina. Durante o período de junho a novembro ocorrem queimadas praticamente em todas as regiões brasileiras, sendo os meses de agosto e setembro os mais críticos.

São vários os motivos do aparecimento de queimadas. Podem ocorrer por razões naturais ou serem provocadas pelo homem. Há aquelas causadas por pessoas que ateiam fogo em lixões; que descartam de forma irregular as guimbas de cigarro; e também os incêndios provocados por balões, entre outras.

As queimadas ocorrem também nas margens das rodovias brasileiras, normalmente causadas por saída de fuligem incandescente do cano de descarga dos caminhões e ônibus com o motor desregulado. Há também os incêndios florestais com motivos econômicos, provocados para ampliar áreas visando ao agronegócio.

As consequências são devastadoras. As queimadas provocam a alteração do equilíbrio ambiental, trazendo prejuízos à biodiversidade, aos ecossistemas e a diversos tipos de agricultura, além do impacto nos processos de mudanças climáticas e no aquecimento global. Sem falar na interferência na qualidade do ar, o que traz danos à saúde, como o aumento de doenças respiratórias.

Imagina a cidade de Vitória escurecer no meio da tarde. Foi o que aconteceu recentemente em São Paulo, quando o dia virou noite às 15h. De acordo com o Climatempo, a fumaça originada na região amazônica é um dos motivos da escuridão que tomou conta da cidade.

Diante disso, fica a questão: qual futuro nós queremos? Como podemos conviver em harmonia com o equilíbrio ambiental? Precisamos ficar atentos e cada um fazer sua parte. Todos devem agir de forma conjunta no controle e no combate a queimadas, pois os efeitos não são condicionados apenas ao município.

Vamos construir um futuro melhor?



Luiz Paulo Amorim (PV) é vereador de Vitória.

Data de Publicação: segunda-feira, 23 de setembro de 2019

ACOMPANHE A CÂMARA

Endereço:
Av. Marechal Mascarenhas de Moraes, n° 1788
Bento Ferreira - Vitória/ES - CEP: 29050-940


Telefone: (27) 3334-4500
E-mail: cmv.dec@gmail.com

Atendimento ao Público:
De segunda a sexta, das 08h00 às 18h00

Dia e horário das Sessões Plenárias:
Terças, quartas e quintas-feiras,
a partir das 16h00

Copyright © Câmara Municipal de Vitória. Todos os direitos reservados.
Ágape Consultoria